Câmara Municipal de São José do Rio Pardo

Vereadores visitam DER em busca de informações sobre rodovias

Na segunda-feira, dia 1º de abril de 2019, um grupo de vereadores de São José do Rio Pardo esteve na sede regional (DR13) do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), que fica em Rio Claro. A comitiva – composta dos vereadores Lúcia Libânio, Sidnei Marin Morgan, Pedro Giantomassi e Carlos de Oliveira, e de quatro moradores – foi recebida pelo diretor Regional do DER, engenheiro Danilo Luiz Dezan.
 
O objetivo da visita foi buscar informações sobre a demora no início das obras previstas para a Rodovia Prefeito Lupércio Torres (SPA-270/350). Na oportunidade também foram abordadas outras rodovias que integram o pacote de obras do governo do Estado. Para os vereadores participantes, “o objetivo da reunião foi alcançado, pois foram obtidas as justificativas para os atrasos de cada trecho, o que está faltando para resolvê-los, prazos previstos e o que está sendo contemplado nos contratos”. 
 
Rodovia Lupércio Torres
A SPA-270/350 (Rodovia Prefeito Lupércio Torres) foi a principal reivindicação dos moradores e vereadores presentes à reunião. O contrato prevê recuperação total da pista; implantação de 2.600 metros acostamento na pista do lado direito de quem entra na cidade; 2.400 metros de acostamento na pista esquerda do outro lado; calçada em um pequeno trecho de 160 metros (do posto de combustíveis à Santa Luzia).
 
“O que está segurando as obras, segundo o diretor do DER, é uma adutora que leva água ao bairro e adjacências, e que está muito próxima da pista, justamente no trecho onde será feito o acostamento. Então é preciso remover a adutora para um pouco depois do acostamento que será construído. Isso não estava no contrato, então caberia à Prefeitura, por meio da Saerp, essa remoção. O Executivo solicitou ao DER de São Paulo que fosse incorporado o aditivo nas obras, e deram o período de abril para fazer a avaliação e decidir se vão ou não liberar. Não havendo essa liberação, caberá aos vereadores e população se unirem para cobrar da Prefeitura que faça logo esse serviço”, diz o vereador Pedro Giantomassi.
 
De São José a Grama
Questionado sobre a SP-207, especialmente o trecho entre São José do Rio Pardo e São Sebastião da Grama, o diretor do DER informou que durante a execução da obra foram encontradas dificuldades, como alguns volumes de pedras muito grandes. “Para isso são necessário explosivos, coisas que não estavam previstas no projeto. Ele disse que já solicitaram o aditivo e está para ser liberado entre os meses de abril e maio. Só isso que está pendente para concluir o trecho”, explica o vereador.
 
De São José a Mococa
Já no trecho da SP-207 que liga São José do Rio Pardo a Mococa, a informação passada pelo DER, segundo Giantomassi, é de que os maiores problemas estão entre a Usina Euclides da Cunha (Usininha) e o Cassucci. “Esse trecho apresenta dois problemas. O primeiro é um encanamento de esgoto que está lançando próximo à pista e precisa ser atravessado para o outro lado. Isso depende da Saerp, não é algo caro, porém está no conjunto de aditivos que estão pleiteando para que o DER execute isso. Há uma discussão se o DER vai custear, se é a Prefeitura ou se o DER vai custear e depois cobrar da Prefeitura. Outro ponto que está travando são alguns postes da CPFL e da Telefônica ali na Usininha e que estão impedindo a conclusão daquele trecho, que inclusive será remodelado.”

Perimetral
O DER informou aos vereadores que, embora não estivesse inicialmente incluído no projeto, o município será contemplado com melhorias na avenida Perimetral, no trecho entre a Usininha e o bairro Paula Lima.
 
Rodovia SP-211
Na reunião também houve questionamentos sobre a SP-211 (rodovia de terra que liga São José do Rio Pardo a Divinolândia). “O diretor posicionou que o serviço que tinha sido contratado no valor de R$ 1,3 milhão havia sido concluído. Mas o montante nos assustou para o tipo de serviço que foi feito ali. “E o próprio DER está fazendo melhorias fora do contrato, com a maior boa-vontade”, conclui o vereador.